Blog da responsabilidade de Nelson Correia, Advogado, Vereador na Câmara Municipal de Penafiel, deputado na IX Legislatura e militante do Partido Socialista
Sexta-feira, 8 de Setembro de 2006
MUITO PARA POUCO

A Agrival deste ano, com mais ou menos qualidade do elenco de artistas convidados -aspecto este, sempre muito dependente dos gostos e das perspectivas em que cada um se coloca relativamente ao certame -foi mais do mesmo.

Para o bem e para o mal, não se pode dizer, com verdade, que a organização da Agrival tenha defraudado as expectativas daqueles que gostam da feira tal e qual ela, ao longo dos anos, tem sido realizada. A organização deste ano não foi criativa, limitou-se a seguir uma formula de anos. A Agrival 2006 não trouxe novidade.

Com o mérito e o demérito inerentes, a organização da Agrival , ao longo dos anos vai-se esmerando na repetição de uma formula que lhe tem garantido sucesso, especialmente, quando este é medido no número de visitantes.

Mantendo a mesma formula , a organização da Agrival para manter ou mesmo aumentar o número de visitantes, (aspecto considerado pelos diversos comentadores do certame como o mais relevante) apenas tem que investir nos artistas da moda. Procurar trazer à Agrival os artistas do momento, e esse são aqueles que passam nas  televisões, tem sido a garantia do êxito , quando este é medido nas bilheteiras.

Ter uma Agrival com muita gente, foi, também este ano, um objectivo conseguido.

Reconheça-se que a Agrival é, entre os certames com as características análogas , aquele que, ao longo dos tempos, mais gentes consegue atrair e fidelizar.

Se é verdade que nessa componente lúdica ou de entretenimento, a Agrival é um êxito , o mesmo já não se pode dizer a sua estrita componente de feira. A Agrival há muito que deixou de acrescentar mais valia à promoção dos produtos da região, em especial os agrícolas. Não se pode dizer e esse é um aspecto normalmente ignorado nos balanços que da Agrival são feitos, que seja significativo o impacto que a Agrival tem no volume de transacções conseguidas pelos seus expositores. Também é verdade que essas contabilidade e reflexão, não têm estado, como deviam, nas preocupações dos agentes do sector.

Enquanto pensarmos a Agrival como uma grande romaria - uma festa - o modelo seguido, pelos menos nos tempos mais próximos, garantirá o êxito ou sucesso, que se vê ser proclamado pela organização e por outras pessoas sem interesse directo na utilização propagandística dos números que aquela apresenta, aponte-se-lhe os pecadilhos que também este ano, com razão, lhe foram anotados.

Coisa diferente, é vermos na Agrival a oportunidade para a promoção e dinamização da economia da região, em especial do sector agrícola. Se forem estes os objectivos primordiais a prosseguir pela Agrival , então é hora de repensar o seu modelo de organização e a fórmula que tem sido seguida, com mais ou menos esmero, ao longo dos anos.

Não é com a Agrival que a região do Vale do Sousa, deixará de ser o Vale dos sonolentos, como a caracterizou o Prof. Daniel Bessa.

Não significa isto que não nos devamos orgulhar de um evento que consegue não só tem conseguido fidelizar visitantes, como tem conseguido atrair outros, fazendo com que o número daqueles conheça, ano após anos, novos recordes de visitas.

Porém, Penafiel com o seu pavilhão de exposições, tem que conseguir dar um salto qualitativo nos eventos que consegue produzir, dando uma utilização permanente àquele espaço, realizando certames dirigidos a uma clientela diferente que permita apresentar com sinal do êxito ou sucesso, já não o número de visitantes, mas o de negócios realizados ou potenciados.

O problema da Agrival não está (não esteve) nos oito dias do ano em que se realiza (realizou). Está na ínfima ocupação de um espaço que custou ao erário municipal largos milhares de euros e cujo retorno, por mais visitantes que tenha, é larga deficitário. 

 

 

 

 

 

 



publicado por pena-fiel às 20:33
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30


posts recentes

Estados de espírito

PIDDAC

Autárquicas 2009

OPÇÕES

"MUDAR DE DISCURSO"

Ventos que sopram do Avan...

Afinal a senhora fala!

EXIGIR COMPROMISSOS

Muda-se de líder, mantém-...

Fuga para a frente

arquivos

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

tags

todas as tags

links
participar

participe neste blog

blogs SAPO
subscrever feeds