Blog da responsabilidade de Nelson Correia, Advogado, Vereador na Câmara Municipal de Penafiel, deputado na IX Legislatura e militante do Partido Socialista
Terça-feira, 14 de Novembro de 2006
ONDAS DE CHOQUE, VINDAS DE SANTARÉM, ATINGEM O PORTO!
"PUBLÍCO – 2006.11.14
NACIONAL
Sócrates telefona a Assis e tenta travar mal-estar no PS-Porto
Margarida Gomes



href="http://jn.sapo.pt/2006/11/13/primeiro_plano/
ps_abre_guerra_a_norte_e_narciso.html">
Lista da comissão nacional despromove autarcas do distrito e deixa de fora Narciso Miranda.

O líder do PS, José Sócrates, telefonou ontem a Francisco Assis para lhe manifestar o seu desagrado pelo lugar que foi reservado ao eurodeputado e primeiro vereador socialista na Câmara do Porto na lista da comissão nacional do partido, eleita no congresso deste fim-de-semana. </div>

Francisco Assis, que, no último congresso, ocupou um dos dez primeiros lugares naquele órgão, aparece agora na 64.ª posição, atrás de nomes como Orlando Gaspar, ex-líder da concelhia portuense (20.º), das deputadas Maria de Lurdes Ruivo (33.º) e Joana Lima (51.º) e do deputado Fernando Jesus (61.º). "Eu não hipervalorizo as coisas, mas isto são sinais em relação aos quais não posso deixar de estar atento", declarou ao PÚBLICO Francisco Assis, que confirmou o contacto efectuado pelo secretário-geral, no qual Sócrates lhe terá confessado que ele próprio ficou surpreendido. "A partir do momento em que o secretário-geral me telefonou, dou o assunto como encerrado", disse, discordando, no entanto, da metodologia que foi seguida para a elaboração das listas.Para além do caso de Assis, a arrumação de alguns nomes - entre os quais autarcas, deputados e dirigentes do partido - está a gerar um profundo mal-estar no PS-Porto.
Narciso Miranda foi varrido da lista, enquanto Manuel Seabra, actual presidente da concelhia e ex-número dois de Narciso, ascendeu à comissão nacional (47.º) e com ele um dos seus apoiantes, António Parada (89.º), cinco lugares à frente do actual ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva.>"Tenho a consciência de que a lista não é um ranking de personalidades, mas tem de haver alguma lógica na hierarquização de algumas figuras do partido", considerou Francisco Assis, insurgindo-se contra o facto de o presidente da Câmara de Vila do Conde, Mário Almeida, ter sido atirado para o 117.º lugar da lista, muito atrás da anterior posição que ocupava (44.ª).

O eurodeputado frisou ainda que Mário Almeida tem um peso histórico no partido, que deve ser respeitado, e lembrou também que este é o actual presidente da mesa do congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses.A distribuição dos autarcas do distrito do Porto na lista é, aliás, um dos motivos que mais críticas estão a levantar. O primeiro presidente de câmara do distrito, Castro Fernandes, que lidera o município de Santo Tirso, aparece em 65.º lugar. Trinta e seis lugares abaixo surge o segundo presidente de câmara, José Luís Carneiro (Baião), seguido do presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, que ocupa a 112.ª posição.

Só depois entrou Mário Almeida. "Os lugares não são importantes. De qualquer forma, há uma palavra que, em política, não pode ser esquecida e que é o respeito por quem tem passado no PS. O engenheiro Mário Almeida merece esse respeito", declarou Abel Maia, ex-vice-presidente da Câmara de Vila do Conde, avisando que "não é desta forma que se vai unir o partido". "A federação do Porto não tem projecto nenhum, assiste-se a uma falta de liderança que contrasta com a que foi protagonizada por Francisco Assis e Narciso Miranda", denunciou ainda, lamentando que o líder da distrital do Porto não tenha seguido o exemplo do secretário-geral, que convidou Manuel Alegre para integrar a comissão nacional, e tenha optado por afastar Narciso Miranda.Desvalorizando as críticas, Renato Sampaio, que preside à federação distrital portuense, prefere realçar o facto de o distrito ter saído reforçado na sua representação nos órgãos nacionais do partido. "Pela primeira vez, o Porto conseguiu eleger 45 pessoas. O importante é garantir que um conjunto de pessoas tenha assento nos órgãos nacionais. Esta é a lista que tem melhores quadros do partido e que garante maior representatividade do distrito", assegura</em>"



O Secretario Geral do Partido Socialista, em coerência e porque todos os militantes lhe devem merecer o respeito devido pelos serviços prestados ao partido, vai passar os próximos dias a fazer telefonemas e a pedir desculpas.


A lista da Comissão Nacional, no que ao distrito do Porto diz respeito, é um caso que deve merecer o estudo daqueles que se preocupam pela psicologia politica. È que ninguém percebe os critérios que presidiram à elaboração da lista e ao posicionamento relativo dos seus membros.


Por exemplo, o Presidente da Junta de Freguesia de Matosinhos, tem uma posição relativa na lista superior a do Presidente da Câmara de Matosinhos!


Fernando Gomes aparece atrás de militantes que ninguém conhece!


Manuel dos Santos, vale, na lista, claro, menos que o Presidente da Junta de Freguesia de Custoias!


E podia continuar a dar exemplos, como os que atrás referi e os outros que vem identificados na notícia supra. Para os interessados, o melhor é mesmo ler a lista da Comissão Nacional...


Porém, o que mais choca nesta lista é o afastamento de Narciso Miranda.
Porque razão isso acontece?

Porque é que o Secretario Geral não se preocupa com este saneamento politico? Sim! É de um saneamento politico que se trata! A única explicação que me ocorre é o facto de Narciso ter ponderado ou de, pelo menos, lhe ter sido imputada a vontade, de se candidatar à Presidência da Federação nas ultimas eleições em concorrência com o actual Presidente!...


Qual a coerência do Partido Socialista que na sequência do chamado processo da lota, inibiu militantes de se candidatarem a cargos autarquicos e que agora deixa que militantes declarados culpados no mesmo processo integrem os seus próprios órgãos?!


Pelo telefonema de Socrates a Assis parece que o Secretario Geral foi apanhado de surpresa pela falta do mais elementar bom senso de quem indicou e ordenou os nomes que integram a lista da Comissão Nacional, em representação do Distrito do Porto.


Signfica isto que o Secretario Geral confiou na Federação Distrital do Porto.


Sirva este triste e lamentável incidente para abrir os olhos ao Secretário Geral e para que este, de futuro, tome mais atenção ao que se passa no Porto.

As amizades por vezes não ajudam nada e em politica é preciso muito mais que a simples amizade...

De resto, os verdadeiros amigos, não causam problemas desnecessários a quem neles confia. E as declarações do Presidente da Federação a propósito deste caso, não o podem deixar descansado!...Ele parece que ainda não deu conta do rídiculo em que meteu o Partido...e quanto mais fala...


Mas, afinal, não somos nós militantes do PS do distrito do Porto os verdadeiros e únicos culpados pelo que se está a passar?


Não era tudo isto mais que previsivel na altura das eleições para a Federação?

Não fomos nós que pela desistência, permitimos este estado de coisas?


Por isso, é hora de exercermos os nossos deveres de militantes e começarmos a pensar e a trabalhar, numa alternativa que reconduza o PS/Porto ao lugar e crédito a que tem direito.


publicado por pena-fiel às 19:11
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Anónimo a 15 de Novembro de 2006 às 10:40
...MAIS UMA VEZ SE NOTA QUE FRANCISCO ASSIS SE PREOCUPA COM ELE PRÓPRIO. NEM UMA PALAVRA SOBRE O AFASTAMENTO DE NARCISO MIRANDA QUE ME PARECE DE UMA IMBECILIDADE COLOSSAL.
A GRANDE SURPRESA QUE NOS CHEGA PELA VOZ DO PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO, É A CONTATAÇÃO DE QUE NA LISTA ESTÃO OS MELHORES QUADROS DA FEDERAÇÃO DO PORTO. NÃO SABÍA-MOS QUE UM GRUPO DE CHEGA-REBOS, ERAM OS PROEMINITES ESTRATEGAS DO NORTE. NÃO SABÍA-MOS MAS FICAMOS A SABER!

Nota: O anonimato deve-se a razões puramente democráticas.


De Anónimo a 15 de Novembro de 2006 às 10:12
Os militantes do PS, alguns, ainda acreditam no projecto de reconstrução Nacional. De espírito aberto, prontos para todos os combates, vão dando a cara por um governo que, quer se queira quer não, está a surprender pela positiva a maioria do povo Português.Todavia sobressaem na actual conjuntura política, principalmente na Federação do Porto, processos bem distantes das directrizes de José Socrates. Apagada, desacreditada, inoperativa e aparelhista retógada, a Federação do Porto não é mais que um cóvil em que alguns lobos de Matosinhos se instalaram mandam e desorientam. As verdadeiras políticas, aquelas que interessam às pessoas, deram lugar a esquemas de morte das causas, dos valores, dos princípios e da ética que sempre nos habituamos a ver na casa nortenha do PS.
Este conceito novo de fazer, política vale o que vale e cedo se transformaria no suicidio dos próprios actores, não fora o apoio moral que vão recebendo de uma corja bem instalada no partido.Não sei se o Secretário Geral fez esse telefonema, o que sei é que o passado recente nada abona em favor do Eurodeputado, iníciador na Federação do Porto destes métodos de abate político.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30


posts recentes

Estados de espírito

PIDDAC

Autárquicas 2009

OPÇÕES

"MUDAR DE DISCURSO"

Ventos que sopram do Avan...

Afinal a senhora fala!

EXIGIR COMPROMISSOS

Muda-se de líder, mantém-...

Fuga para a frente

arquivos

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

tags

todas as tags

links
participar

participe neste blog

blogs SAPO
subscrever feeds