Blog da responsabilidade de Nelson Correia, Advogado, Vereador na Câmara Municipal de Penafiel, deputado na IX Legislatura e militante do Partido Socialista
Terça-feira, 25 de Março de 2008
Ainda sobre o episódio de violência
De muitas reacções lidas depois do episódio da agressão da uma aluna a uma professora por causa de um telemóvel, algumas franjas da sociedade representadas por alguns sectores da blogosfera, inundaram-nos de opiniões "antigo-fílicas" e "moderno-fóbicas". A síntese dessas opiniões encontra-se muito bem explorada pelo meu camarada Tiago Barbosa Ribeiro.


Numa dessas opiniões, ou desses artigos, que tenta encontrar os bodes expiatórios para tal acontecimento, surge uma frase que resume um pouco o pensamento dessas hostes conservadoras do antigamente: "Eu garanto que não sofro do síndrome que desculpa qualquer crime pelas condições sócio-económicas do criminoso, a falta de abraços na infância ou as bebedeiras da mãe durante a gravidez; pelo contrário, acredito na responsabilidade individual."

Eu também acredito na responsabilidade individual e sou a favor que todo e qualquer acto ilícito seja punido, pois o mesmo vai contra os princípios da Democracia e Liberdade. No entanto, rejeito totalmente as explicações simples, de que o acto ilícito deve ser punido e ponto final. Nada disso. Um acto ilícito quando cometido, acarreta todo um historial pessoal ou familiar ou económico-social, que deve ser estudado e explorado de modo a entender as causas de tal acto de modo a poder agir antes do surgimento dos actos ilícitos.

Não é uma forma fácil de se fazer frente à violência, mas é de certeza que combate as causas da mesmas e não se limita a colocar uma compressa nos sintomas.
</>


publicado por pena-fiel às 19:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 22 de Março de 2008
O oportunismo e a demagogia
Com a última história que anda a circular por aí... a agressão, ou o que lhe quiserem chamar, de uma aluna a uma professora, têm surgido algumas intervenções de puro oportunismo e demagogia.

O CDS-PP, na sua cruzada que nem o próprio partido sabe a finalidade da mesma, exigiu a presença da Ministra da Educação no Parlamento para explicações sobre a agressão acima referida.

Quando uma oposição não tem alternativa, nem rumo, nem ideias, refugia-se na figura democrática de inquirir os membros do Governo, sobre todos os assuntos e mais alguns. Neste caso, este pedido é perfeitamente escusado. Teria muito mais nexo, pedir uma inquirição sobre que políticas adoptar para combater o fenómeno da indisciplina nas escolas.

Mas o mais estranho neste processo, é o facto de o CDS-PP não ter igualmente pedido inquirições sobre o caso dos sobeiros, ou das digitalizações no Ministério da Defesa ou dos despachos assinados numa madrugada no Ministério do Turismo.
</>


publicado por pena-fiel às 16:49
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 20 de Março de 2008
Para não cair no esquecimento

Um excelente bilhete de visita da China para os Jogos Olímpicos de Pequim, está a ser a repressão que esta potência está a exercer na oposição Tibetana.


O Tibete já há muito tempo que está sob o domínio Chinês, no entanto, nos últimos anos intensificou-se a política de tornar os Tibetanos numa minoria na sua própria terra, conduzindo esta situação a uma extinção cultural e étnica.


O caso Tibetano estava a cair no esquecimento do Mundo Ocidental, devido ao poderio económico Chinês. Estes últimos acontecimentos, vierem relembrar mais uma vez os líderes ocidentais, que existe uma população naquela zona do Globo que necessita de intervenção.


Entretanto, os Tibetanos vão continuando a luta, arriscando as próprias vidas e a lutarem pelo direito de perpetuarem o seu legado cultural às próximas gerações.


publicado por pena-fiel às 15:18
link do post | comentar | favorito

5 anos depois
Cinco anos depois do início da invasão do Iraque, por parte de uma coligação de aventureiros e cowboys que iam combater um suposto terrorismo e encontrar umas armas de destruição maciça e que iriam chegar a tal país, serem vistos como libertadores e que se vinham embora com a missão cumprida e aclamados como herois e protectores do Mundo "Civilizado".

Cinco anos depois, nem armas de destruição maciça foram encontradas, nem o terrorismo foi combatido eficazmente, nem foram vistos como libertadores e continuam enterrados no atoleiro Iraquiano.

Cinco anos depois, são cerca de 4000 soldados que tombaram, cerca de 600000 civis iraquianos de morreram, um país tornado num caos, torturas em prisões Iraquianas, pena de morte aplicada aos antigos líderes.

Cinco anos depois, o principal cowboy continu a dizer que valeu a pena.

Cinco anos depois, outro aventureiro afirma que a situação dos iraquinos é "muito boa".

Cinco anos depois, os responsáveis por isto, ainda nao tiveram de responder pelos seus actos.

Cinco anos depois, a situação parece não ter solução.

</>


publicado por pena-fiel às 14:47
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 14 de Março de 2008
Para os que ainda não sabem...

"3. O PS compromete-se com a defesa e a promoção dos direitos humanos e com a paz."

Retirado da Declaração de Princípios do Partido Socialista Aprovada pelo XIII Congresso do PS em Novembro de 2002.

Para quem não sabe, paz é a ausência da violência e da intimidação.

</>

tags:

publicado por pena-fiel às 18:35
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 7 de Março de 2008
Educação, apenas mais um a falar...
Falar desta Ministra da Educação, é como falar de uma roseira em flor. Obrigatoriamente deve-se falar da beleza das suas rosas, mas deve-se completar com a perigosidade dos seus espinhos. Ou seja ao falar desta Ministra da Educação, deve-se obrigatoriamente referir as suas políticas de melhoramento do sistema de ensino e de promoção de alguma qualidade e inclusão. Mas também, deve-se falar das opções que alimentaram uma autêntica revolta de classe.

Deve-se elogiar a escola do 1º ciclo a tempo inteiro, com a Língua Inglesa, embora existam algumas arestas que necessitem de ser corrigidas, deve-se elogiar os concursos válidos para três anos, que conferiu alguma estabilidade ao corpo docente, deve-se elogiar a criação dos cursos de vertente profissional nas escolas secundárias cujo alcance desta medida permitiu pela primeira vez em 30 anos, que aumentasse o número de alunos inscritos nas escolas e que se diminuisse o abandono escolar. Neste caso, não vou atrás de algumas vozes que gritam o facilitismo aos quatro ventos. Numa reflexão bastante rápida e superficial, consegui enumerar algumas políticas que considero positivas para a Educação. É um exercício fácil de se fazer, que proporciona a lembrança de mais medidas positivas, como o alargamento da rede do pré-escolar, e a criação das Novas Oportunidades.

No entanto, qualquer reforma na Educação, deve ser acompanhada pelos principais dinamizadores das Escolas, os professores. E o regime dos professores era algo bastante injusto para alguns, pois ser bom professor é bastante desgastante e trabalhoso e ser mau professor nem por isso. E o que se passava era que, quer bons professores e maus professores seguiam na carreira, embora, claro a sua avaliação subjectiva era bastante diferente. Este facto tornou urgente a criação de um sistema de avaliação do desempenho dos professores que fosse justo. E passaram-se cerca de 3 anos desde que as progressões foram congeladas e passados esses três anos em que foi prometido um sistema de avaliação, surgiu... nada.

Ou melhor, nada nao. Surgiu um sistema de avaliação, extremamente burucrático, injusto, provocador de mau estar, dependente de condicionantes em que o professor não tem muita influência. Surgiu um concurso para professor titular, para diferenciar os professores titulares dos "outros" e esse mesmo concurso assentou sobre pressupostos pouco correctos e pouco coerentes, prejudicando muitos que ficaram na classe dos "outros". Daí que se entenda um pouco a revolta dos professores.

Mas tal história não acaba por aqui. O novo modelo de gestão escolar... que cria uma figura de director, com amplos poderes, lembrando um pouco o sistema anterior. Cria um órgão com poderes de decisão , em que os principais dinamizadores do espaço escolar e do processo de ensino-aprendizagem deixam de estar em maioria. Dizem que a escola tem de se abrir ao exterior, aos encarregados de educação, à autarquia, às empresas. Mas as escola, através das Assembleias Escolares já faziam tal abertura. Dizem que as escolas não são coutadas dos professores. Mas são os professores os principais responsáveis pelas tarefas de uma escola. Porque não, serem os professores os gestores de tais tarefas e serem os mesmos a elegerem os Concelhos Executivos, dando legitimidade democrática aos mesmos.

No entanto, os professores, no Programa Prós e Contras, perderam uma oportunidade de ouro em tentar capitalizar apoios. Os professores oradores no programa referido, deixaram apenas extravazar as suas frustrações, perdendo o sendo de racionalidade nas críticas feitas à Ministra da Educação.
Defendo a manutenção desta Ministra, defendo também uma maior abertura da sua equipa para o diálogo. E sobretudo defendo, uma maior participação dos professores nas suas estruturas de negociação, os sindicatos, pois a criação de plataformas de professores revoltados só contribui para o extremar de posições e opiniões.

Este artigo foi escrito tendo em conta a condição de Militante do PS, de apoiante do Governo e de antigo professor, que já não exerce, mas que sempre se irá considerar um professor.
</>


publicado por pena-fiel às 21:40
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Novo Acordo Ortográfico
O Governo aprovou, finalmente, a proposta do segundo protocolo modificativo ao Acordo ortográfico.

O Acordo Ortográfico é extremamente essencial para a normalização da Língua Portuguesa, tendo em conta um fortalecimento da mesma, como uma língua de índole mundial. Este processo, que tende a aproximar as diferentes tendências de falar e escrever português, deve ser obrigatoriamente acompanhado pelo País original da língua.

Existindo uma normalização da Língua Portuguesa, diminui bastante o perigo de se formamrem novas línguas derivadas do português falado nos mais diversos locais.


publicado por pena-fiel às 21:30
link do post | comentar | favorito

Domingo, 2 de Março de 2008
Um museu a visitar
Recomendo a visita obrigatória a um museu, neste caso virtual, sobre uma das maiores personagens históricas portuguesas. Aristides Sousa Mendes, foi o homem que desobedeceu, porque na época, desobedecer era fazer o bem, e para o mal triunfar, basta apenas que o bem nada faça.


O museu pode ser visto aqui.



</>


publicado por pena-fiel às 22:53
link do post | comentar | favorito

Sábado, 1 de Março de 2008
Primárias Americanas - estratégias de campanha
Hillary Clinton entrou numa fase do "vale quase tudo" na campanha das Primárias do Partido Democrata. Neste vídeo, aproveitando o sentimento de medo ainda existente em muitos norte-americanos, Hillary assemelha-se a Bush nas suas tácticas eleitorais e no seu discurso.

Obama não perdeu tempo com a sua resposta, na qual apresenta as suas opções relativamente ao Iraque já conhecidas há muito. Obama, neste caso, revelou uma qualidade comum aos grandes políticos, prever as consequências nefastas de determinada decisão.



publicado por pena-fiel às 21:15
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30


posts recentes

Estados de espírito

PIDDAC

Autárquicas 2009

OPÇÕES

"MUDAR DE DISCURSO"

Ventos que sopram do Avan...

Afinal a senhora fala!

EXIGIR COMPROMISSOS

Muda-se de líder, mantém-...

Fuga para a frente

arquivos

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

tags

todas as tags

links
participar

participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds