Blog da responsabilidade de Nelson Correia, Advogado, Vereador na Câmara Municipal de Penafiel, deputado na IX Legislatura e militante do Partido Socialista
Segunda-feira, 30 de Outubro de 2006
Travessia do rio só a nado!




Neste local, com a barca que se vê ao fundo, ou com o velho barco a remos, as populações das duas margens do Douro sempre tiveram assegurada a travessia do rio.
Foi assim que as populações do lado de Penafiel viram garantido o sustento procurado nas minas do Pejão.

Com o encerramento das Minas, o Estado entendeu que o lado do rio de Castelo de Paiva devia ficar ligado à industria. Foi nesse pressuposto que foi criada a zona industrial das Lavagueiras, na Póvoa, freguesia de Pedorido. Do lado de cá, entendeu-se, então, que o futuro estaria no Turismo.

Entretanto, as populações aspiravam pela construção de uma ponte que ligasse as duas margens. Até que a tragédia bateu em Entre-os-Rios.

No ano de 2001 a velha ponte Hintze Ribeiro sucumbiu as intempéries e arrastou consigo a vida de 59 pessoas que, há anos, ansiavam pela prometida construção da nova ponte.

Morreram vítimas da incúria do Estado, incapaz de presevar o que tem, e da falta de organização e planeamento que permitisse, em tempo útil, a construção da nova ponte.

Com a tragédia surgiu não uma ponte,mas duas!

Uma a estorvar à outra! Com o cómico de, para justificar as duas, os nossos engenheiros terem inventado um troço de estrada que obriga a entrar na ponte velha, ou melhor, na ponte nova que substituiu a velha, ir dar uma volta ao outro lado e entrar na nova ponte, voltando ao lado de cá, para retomar a viagem!

Entretanto, as populações da zona sul dos concelhos de Castelo de Paiva e Penafiel para atravessarem o rio têm que saber nadar. È que a barca que assegurava a passagem entre as duas margens deixou de operar.

As Câmaras Municipais, a de Penafiel e a de Castelo de Paiva, não querem pagar os custos da travessia.

Acham que o dinheiro lhes faz falta, por exemplo, para a publicação das respectivas revistas municipais, onde a fotografia dos Presidentes aparece mais vezes que a palavra bué em boca de adolescente de telenovela.

Se estiver a pensar, um dia destes, vir a Rio Mau e daqui até Pedorido, já sabe, traga uns calções. È que vai ter que se lançar ao rio e nadar... nadar até atingir a outra margem.

Se não sabe nadar, esqueça!

O melhor é ir mesmo até Entre-os-Rios. E se vem dos lados de Penafiel, esqueça a nova variante, a tal que prova que duas pontes, às vezes só estorvam.
Venha mesmo, pelo sítio de sempre. Apanhe a ponte que roubou o lugar da velha e depois, é só seguir em frente.
30 km mais à frente e está em Pedorido!

È esta a sina dos que vivendo do lado de Penafiel, precisam de trabalhar no lado de Castelo de Paiva e dos do lado de Castelo de Paiva que aí vivendo, precisam de vir ao lado de cá, quando não for mais, para apanhar a camioneta que os levará até ao Porto, onde ganham a vida.

Os que dos dois lados do rio ocupam a cadeira do poder municipal, com isto não se preocupam, ocupados que estão em escolher as fotografias da próxima revista municipal.


publicado por pena-fiel às 21:11
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30


posts recentes

Estados de espírito

PIDDAC

Autárquicas 2009

OPÇÕES

"MUDAR DE DISCURSO"

Ventos que sopram do Avan...

Afinal a senhora fala!

EXIGIR COMPROMISSOS

Muda-se de líder, mantém-...

Fuga para a frente

arquivos

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

tags

todas as tags

links
participar

participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds