Blog da responsabilidade de Nelson Correia, Advogado, Vereador na Câmara Municipal de Penafiel, deputado na IX Legislatura e militante do Partido Socialista
Sábado, 10 de Novembro de 2007
Plano Nacional de Barragens
O plano em epígrafe, de nome completo "Plano Nacional de Barragens com Elevado Potencial Hidroeléctrico", está em fase final de consulta pública, algo que poderá ser realizado através do site do Instituto da Água.

Este plano, que pretende que em 2010, cerca de 70% da capacidade Hidroelétrica do nosso País esteja a ser explorada, apresenta, como se pode deprender metas bastante ambiciosas.

De uma maneira muito generalista, este Plano possui uma vantagem que salta logo à vista; é o simples facto de se aumentar a produção de energia eléctrica por este meio, que não é produtor de gases de efeito estufa, colaborando assim na baixa de emissões deste tipo de gases, que estão a provocar as alterações climáticas que já se fazem sentir. Outra vantagem a ser referida, reside no facto de se diminuir a dependência energética em relação ao Estrangeiro.

No entanto, nem tudo são boas notícias, mesmo a nível ambiental. As barragens possuem dois efeitos bastante preversos sobre o Ambiente. O primeiro diz respeito à biodiversidade, onde mesmo com as medidas necessárias para preservar a vida aquática, esta acaba sempre por sair bastante penalizada. O outro aspecto, concerne na quantidade de sedimentos que são retidos nas barragens, e que por sua vez não cumprem o ciclo natural de chegar ao mar. Ora estes sedimentos são de extrema importância pois alimentam as dunas das nossas praias. Sem a alimentação de areias necessária, a nossa costa fica bastante vulnerável às investidas do mar e à subida do nível médio das águas do mar.

E de certeza, que toda a gente ainda se lembra das imagens mostradas num Parque de Campismo na Costa da Caparica. è necessário realizar uma ponderação caso a caso, implementar medidas que diminuam os efeitos perversos das barragens que sejam consideradas indispensáveis. Caso tal não seja efectuado, diminuem-se a emissões de gases de efeito estufa por um lado, mas por outro colocamos a nossa costa mais vulnerável.


publicado por pena-fiel às 21:40
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30


posts recentes

Estados de espírito

PIDDAC

Autárquicas 2009

OPÇÕES

"MUDAR DE DISCURSO"

Ventos que sopram do Avan...

Afinal a senhora fala!

EXIGIR COMPROMISSOS

Muda-se de líder, mantém-...

Fuga para a frente

arquivos

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

tags

todas as tags

links
participar

participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds